Eike volta ao Twitter após 450 dias para explicar 'classe média'

Empresário publicou três mensagens para 1,33 milhão de seguidores onde justifica afirmações à imprensa esta semana

O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2014 | 12h23

Após 450 dias longe do Twitter, o empresário Eike Batista voltou a usar a rede social nesta sexta-feira, 19, para explicar recentes declarações sobre a sua nova condição financeira.

"Esclarecendo: A menção a classe média referia-se a sua capacidade (da classe média) de adaptar-se a situações adversas!!!", escreveu Eike em um primeiro comentário, onde referia-se a uma declaração de que 'foi um baque' voltar à classe média.

Respondendo a um internauta, ele acrescentou: "Não foi analogia com minha atual situação financeira..."

Uma terceira mensagem aos seus 1,33 milhão de seguidores ele completou: "Falava da origem da minha família e dos desafios que tenho enfrentado,querendo dizer que não temo voltar a ela!"

Acusado de crimes contra o mercado de capitais, o empresário Eike Batista decidiu quebrar o silêncio de meses e concedeu entrevista esta semana em seu escritório no Flamengo, zona sul do Rio. 

Eike afirma que foi educado como um garoto de classe média. “Diz o ditado que, quando você nasceu na Tijuca, não sai da Tijuca. Sempre fui classe média e isso não sai de você. Por isso que eu trabalho hoje como sempre trabalhei”, afirmou. 

As referências à classe média feitas pelo empresário que sonhava em ser o homem mais rico do mundo viraram piada na internet.

Tudo o que sabemos sobre:
Eike Batista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.