Eletrobras descarta federalização de empresas do Rede

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, descartou a federalização das empresas de distribuição do Grupo Rede que passam atualmente por dificuldades financeiras. "Não cogitamos, de maneira nenhuma, assumir qualquer empresa do Grupo Rede", disse nesta quarta-feira o executivo, em entrevista coletiva. Segundo ele, a Eletrobras até pode participar de um plano de recuperação de empresas desse grupo, como a Celpa, na qual já tem uma participação, mas não pretende assumir o controle. "A Eletrobras pode ser parte da solução, mas ela não vai ser a responsável por tudo", afirmou.

GLAUBER GONÇALVES, Agencia Estado

18 de abril de 2012 | 17h31

Segundo ele, a Eletrobras pode assumir até o fim deste ano o controle da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), de maneira semelhante ao que está fazendo com a Celg, pertencente ao Estado de Goiás. O executivo disse que, no caso dessa empresa, o governo federal emprestou recurso ao governo estadual, que teria sanado grande parte das dívidas antes da entrada da Eletrobras.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobrasgrupo Rede

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.