Eletrobrás estima em US$10 bi custo de usina de Belo Monte

A mega usina hidroelétrica de Belo Monte, no Pará, a ser leiloada pelo governo em 2009, deverá custar cerca de 10 bilhões de dólares, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Eletrobrás, José Muniz Lopes. "Estimo que ela vá custar cerca de 10 bilhões. É uma empreendimento de grande porte", disse o executivo a jornalistas no quinto Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico, no Rio. O custo inicial do projeto, segundo previsões feitas em 2002, seria de 8 bilhões. Muniz Lopes argumentou que o projeto original foi alterado, inflacionando os valores da usina. Ele declarou que a Eletrobrás pretende participar do leilão, mas em princípio as subsidiárias não vão concorrer entre si. "Estamos analisando ainda como a Eletrobrás vai participar do leilão de Belo Monte", destacou. A usina terá capacidade para 11.182 megawatts e é comparada ao complexo do Madeira, que já foi leiloado pelo governo. "Essa é uma usina estruturante e estratégica e, portanto, terá um tratamento e uma avaliação especial", disse Muniz Lopes ao lembrar que a mega usina será maior que as geradoras de energia do grupo Eletrobrás. O executivo informou que já concluiu o Estudo de Impacto Ambiental de Belo Monte, e o EIA-RIMA será entregue o IBAMA ainda neste mês. (Por Rodrigo Viga Gaier)

REUTERS

02 Outubro 2008 | 21h44

Mais conteúdo sobre:
ENERGIA BELO MONTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.