Eletrobras faz nova proposta e greve pode ser encerrada na 6a

A Eletrobras fez uma nova proposta de reajuste salarial aos funcionários que estão em greve e os empregados devem voltar às atividades na sexta-feira, após aprovações em assembleias que ocorrem ao longo desta quinta-feira.

Reuters

26 de julho de 2012 | 18h09

A empresa ofereceu aumento de 5,1 por cento a título de reposição da inflação e mais 1,5 por cento de ganho real, além de quatro talões de ticket no valor total de 2,8 mil reais como abono, segundo informou a assessoria de imprensa da companhia.

A proposta, acertada em reunião ocorrida na quarta-feira, está sendo votada em diversas assembleias com funcionários das empresas do grupo nesta quinta-feira, mas a expectativa é que o retorno às atividades possa ocorrer já na sexta-feira, segundo o presidente da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Franklin Moreira.

"Estamos fazendo assembleias. Já aprovou (o retorno) na Eletronorte, nas empresas no Rio de Janeiro, em algumas distribuidoras", disse Moreira à Reuters no fim da tarde desta sexta-feira, ao acrescentar que com as aprovações os funcionários voltam a trabalhar normalmente.

A Eletrobras tem cerca de 27 mil funcionários nas 14 empresas do grupo, a maioria dos quais aderiu à greve que ocorre por mais de uma semana, com exceção daqueles da área de operação e atividades essenciais, segundo Moreira.

Os trabalhadores pediam aumento salarial de 10,73 por cento.

(Por Anna Flávia Rochas; Edição de Fábio Couto)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAELETROBRASGREVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.