Pilar Olivares/Reuters - 20/8/2014
Pilar Olivares/Reuters - 20/8/2014

Eletrobras pedirá registro global de ações no Brasil e nos EUA

A oferta será realizada no segundo trimestre de 2022, mas a empresa destaca que ela está sujeita a condições de mercado, aprovação de acionistas e aval de órgãos competentes

Elisa Calmon, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2022 | 11h47

A Eletrobras anunciou que pretende protocolar, no segundo trimestre de 2022, o pedido de registro de oferta pública global de ações  na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e na U.S. Securities and Exchange Commission (SEC), nos Estados Unidos. A oferta de distribuição de ações ordinárias e ADRs faz parte do plano de desestatização da companhia.

 Os termos e condições, incluindo as quantidades ofertadas e a indicativa de preço, ainda não foram determinados, segundo o comunicado divulgado à CVM.

 A empresa destaca ainda que a oferta está sujeita a condições de mercado e outros requisitos, incluindo a aprovação de seus acionistas e aval dos órgãos competentes, de acordo com a legislação e regulamentação brasileira e norte-americana aplicáveis.

Privatização

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou expectativa para abril qunato à realização do processo de capitalização da Eletrobras. O chefe de Departamento de Estruturação de Empresas do banco, Leonardo Mandelblatt, disse que espera ainda para janeiro a manifestação do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o processo, e a assinatura do acórdão com o TCU em março, quando também será lançada a oferta pública.  

A emissão de ações da Eletrobras busca diminuir a participação da União no capital da empresa para 45%, considerando as ações com direito a voto. Atualmente, o governo tem participação de 72,33%. Em relação ao capital total, a participação do governo cairia dos atuais 61,77% para 40,84%.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobrásbolsa de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.