Eletrobras toma crédito na Caixa para quitar ECFs

A Eletrobras negociou com a Caixa Econômica Federal uma linha de crédito específica para reestruturação e alongamento de saldo devedor de contratos de financiamento celebrados com recursos da Reserva Global de Reversão (RGR), os chamados "ECFs", de acordo com comunicado enviado nesta sexta-feira, 22, ao mercado. O conselho da Eletrobras decidiu pela quitação do saldo devedor dos ECFs.

EQUIPE, Agencia Estado

22 de novembro de 2013 | 09h33

Os novos contratos de financiamento a serem celebrados entre Caixa e as controladas Amazonas Distribuidora de Energia, Companhia Energética do Piauí - Cepisa, Companhia Hidrelétrica do São Francisco - Chesf, Companhia de Eletricidade do Acre - Eletroacre, Centrais Elétricas do Norte do Brasil - Eletronorte, Eletronuclear, Eletrosul e Furnas "apresentam condições mais atraentes que as atuais, cujo custo médio anual é de 7% ao ano", explica o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Eletrobras Armando Casado de Araujo, na nota.

A linha de crédito oferecida pela Caixa permite "uma melhor gestão dos passivos das empresas Eletrobras, com consequente alongamento do perfil das suas dividas e melhoria do desempenho econômico e financeiro dessas empresas".

As condições desse financiamento são: taxa de juros nominal de 6% ao ano, a ser paga semestralmente; carência de principal de três anos, amortização do principal em 120 meses, pela Tabela Price; e garantia da União. A contratação do financiamento depende, entre outros fatores, de autorização dos órgãos governamentais e regulatórios competentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobrascréditoempréstimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.