Em ata, BC projeta cumprimento de superávit primário

Autoridade monetária considera o cumprimento da meta fiscal de 3,0% do PIB em 2011 pelo governo

Fabio Graner e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

27 de janeiro de 2011 | 09h39

O Banco Central afirma, na ata da reunião de janeiro do Comitê de Política Monetária (Copom), que considera, no cenário central, o cumprimento da meta de superávit primário de 3,0% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2011. A estimativa leva em conta a meta "sem ajustes", cita o texto. "Conforme parâmetros constantes do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias", completa. Para 2012, "admite-se como hipótese de trabalho um superávit primário de 3,1% do PIB".

"O Copom reafirma que seu cenário central para a inflação leva em conta a materialização das trajetórias com as quais trabalha para as variáveis fiscais", cita o documento em outro trecho, no parágrafo 25. "Importa destacar que a geração de superávits primários compatíveis com as hipóteses de trabalho contempladas nas projeções de inflação, além de contribuir para arrefecer o descompasso entre as taxas de crescimento da demanda e da oferta, solidificará a tendência de redução da razão dívida pública sobre o produto".

Tudo o que sabemos sobre:
BCatameta fiscalsuperávit primário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.