Em cenário de mercado, projeção para inflação também sobe

A inflação esperada ao final de 2012 subiu de 4,6%, no relatório de inflação de março, para 4,9%

Fabio Graner e Renata Veríssimo, da Agência Estado,

29 de junho de 2011 | 09h32

O Banco Central também elevou as projeções de inflação, medida pelo IPCA, no cenário de mercado. A inflação esperada ao final de 2012 subiu de 4,6%, no relatório de inflação de março, para 4,9% no documento de junho, divulgado há pouco. O BC também espera que a inflação acumulada em 12 meses ao final do primeiro trimestre do ano que vem esteja em 5,1%, ante 4,8% previsto no relatório de março. Para o final do segundo trimestre de 2012, o IPCA esperado é de 4,6%, subindo para 4,7% ao final do terceiro trimestre. Para ambos os períodos, o relatório de março projetava inflação de 4,4% no acumulado em 12 meses.

Para 2011, o BC elevou a previsão de inflação pelo cenário de mercado de 5,6% para 5,8%. Para o fim do segundo trimestre deste ano, a estimativa de IPCA acumulado em 12 meses foi elevada de 6,4% para 6,7%. Para o trimestre seguinte, a expectativa de IPCA foi mantida em 6,6%. Portanto, neste cenário, a inflação em 12 meses deve ficar acima da banda superior da meta de inflação por dois trimestres, convergindo para a meta apenas ao final deste ano.

Para 2013, o BC projeta uma inflação acumulada de 4,9% no fim dos primeiros três meses, também no cenário de mercado, ante uma estimativa de 4,5% no relatório de março. Ao final do segundo trimestre de 2013, o IPCA acumulado deve cair para 4,5%. 

Preços administrados

Pelo cenário de mercado, o Banco Central estima uma elevação nos preços administrados de 4,6% em 2011, ante uma projeção de reajuste de 4,1% no relatório de inflação de março. Para 2012 e 2013, o BC manteve a projeção de aumento dos preços administrados em 4,5%, cada.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco Centralcenário de mercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.