Em manifestação, 5 mil metalúrgicos bloqueiam a Anchieta

Trabalhadores protestam contra perda salariais provocadas pela inflação; o reajuste salarial de 8% em novembro estaria sendo corroído pela inflação

Gabriela Vieira, da Agência Estado,

14 de maio de 2013 | 10h58

SÃO PAULO - Uma manifestação do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo bloqueia totalmente a pista marginal da rodovia Anchieta no sentido da capital paulista na manhã desta terça-feira, 14. Segundo a entidade, cerca de 5 mil trabalhadores protestam contra perda salariais provocadas pela inflação. O trânsito está sendo desviado para a pista central, mas a manifestação já provoca 7 km congestionamento, do 17 ao 10 segundo a concessionária que administra a estrada.

O reajuste salarial de 8% em novembro (data-base da categoria) estaria sendo corroído pela inflação, segundo o sindicato. A entidade cita dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) que revelam que o custo da cesta básica passou de 48,4% em abril de 2012 para 55,2% do salário mínimo em abril deste ano. "Os trabalhadores têm sentido na pele a alta dos preços e isto tem causado o temor de que a pressão inflacionária continue corroendo ainda mais os salários", diz o presidente do Sindicato, Miguel Torres.

O protesto desta terça-feira é uma preparação para assembleia geral, no próximo dia 25, que colocará em votação uma proposta de reajuste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.