Embarcação a serviço da Petrobras naufraga do Ceará

A Petrobrás confirmou nesta quarta-feira, 14, que por volta das 3h da madrugada de segunda-feira, 12, aconteceu um incêndio na casa de máquinas da embarcação Ramco Crusader, da empresa Vestland Marine AS, que prestava apoio à sonda SS-75 durante atividade de perfuração do poço 1-CES-161 (Tango), localizado no bloco BM-POT-17, na Bacia Potiguar, a cerca de 84 Km da costa do Estado do Ceará. Segundo a empresa, não houve vítimas ou vazamentos de óleo.

FÁTIMA LARANJEIRA, Agencia Estado

14 de agosto de 2013 | 12h20

"A tripulação, composta por 15 trabalhadores, deixou a embarcação em segurança e foi transferida para outras embarcações de apoio. Posteriormente os profissionais foram desembarcados na cidade de Fortaleza, onde passam bem", informa a estatal.

Depois do acidente e sem tripulação a bordo, o navio Ramco Crusader se deslocou, à deriva, para cerca de 45 Km da costa do município de Beberibe, onde veio a naufragar por volta das 21h. "Não houve vítimas e não foi identificado vazamento", diz a empresa.

Ainda no início da emergência, assim que identificado o incêndio na embarcação, a Petrobras acionou o plano de emergência e mobilizou os recursos necessários para o local. Barcos de apoio estão posicionados na região, equipes especializadas foram deslocadas para monitorar a emergência e estão sendo realizados sobrevoos na área.

A Petrobras afirma que está prestando todo apoio à empresa responsável pela embarcação, Vestland Marine AS, para garantir que as providências necessárias para controlar a emergência sejam tomadas e diz que está apurando as causas do acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
naufrágioPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.