Embraer avalia investimentos no Reino Unido, diz jornal

A Embraer está avaliando investimentos na Grã-Bretanha. Em entrevista ao jornal britânico The Sunday Telegraph, o secretário de Estado para Negócios do país, Vince Cable, disse que a fabricante de aeronaves está olhando para a Grã-Bretanha. "Eu acho que a Embraer, a empresa de aviões, está bastante interessada em (vir) aqui", afirmou Cable, segundo reportagem publicada neste sábado, 20. Procurada, a Embraer informou que não comentaria o assunto.

LUCIANA COLLET, Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 16h00

O secretário de negócios fará uma viagem de três dias ao Brasil nesta semana. Conforme comunicado publicado nesta segunda-feira no site da Secretaria de Estado britânica, a visita tem o objetivo de promover a estratégia aeroespacial do Reino Unido e maximizar as oportunidades para as empresas britânicas no Brasil, tendo em vista que o País receberá a Copa de 2014 e as Olimpíadas.

Entre os compromissos da viagem, a secretaria destaca a visita de Cable à Embraer, mas não informa sobre um potencial investimento na Grã-Bretanha. Diz apenas que o objetivo da visita seria "identificar o potencial das empresas britânicas para garantir negócios em vários elos da cadeia global de suprimentos", informa o comunicado. E salienta que, atualmente, metade dos aviões comerciais do mundo têm asas fabricadas no Reino Unido.

A Secretaria de Negócios do país lembra de projeções que apontam para um crescimento de 4,7% no tráfego aéreo mundial até 2030, o que significaria dobrar as viagens aéreas nos próximos 15 anos. "Como consequência, a indústria da aviação no Reino Unido tem potencial para um crescimento significativo nos próximos 20 anos", disse.

Atualmente a Embraer tem sua sede oficial na Europa em Villepinte, nas proximidades do Aeroporto Roissy Charles de Gaulle, nos arredores de Paris. Também em Paris, a unidade Le Bourget tem um centro de serviços dedicado à frota de jatos executivos. A Embraer também tem presença física em Portugal. Em Évora, ao sul de Lisboa, estão instaladas duas unidades, uma dedicada à fabricação de estruturas metálicas usinadas e a outra para conjuntos em materiais compostos.

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraerinvestimentoReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.