Embraer certifica primeiro centro de serviços na China

 Atualmente, 74 aeronaves fabricadas pela Embraer voam na China

Agência Estado,

18 de outubro de 2010 | 10h19

A Embraer informou que certificou o primeiro centro de serviços para aviões comerciais na China. A Tianjin Airlines Company Limited fará manutenção programada e não-programada nos jatos ERJ 145 e 190 no país.

A Tianjin Airlines, uma subsidiária do grupo HNA, é a antiga Grand China Express, cliente que lançou o jato 190 na China. A empresa opera a maior frota de jatos Embraer no país e também na Ásia, com 27 modelos 190 e 21 ERJ 145 em operação e tem ainda outras 27 aeronaves novas a receber da Embraer (ordens firmes).

"A Tianjin Airlines teve um grande crescimento desde a sua inauguração em 2009 e tem tido muito sucesso na operação e manutenção tanto da frota de ERJ 145 como de 190", afirmou em nota Siu Ying Yeung, executivo Chefe de operações da Embraer China Aircraft Technical Services Company Limited (ECA).

Já o presidente do conselho de administração e presidente da Tianjin Airlines, Li Weijian, afirmou que vê a nova parceria como mais um grande passo da companhia. "Começamos com a aviação regional, depois integramos as rotas principais e os voos regionais com as operações internacionais e agora entramos no ramo de manutenção de aeronaves", afirmou.

Juntamente com a Embraer China Aircraft Technical Services Company Limited, criada em julho de 2010, o centro autorizado de serviços da Tianjin Airlines aumenta a estrutura de suporte e serviços ao cliente fornecida para o mercado chinês. Atualmente, 74 aeronaves fabricadas pela Embraer voam na China. 

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraeraviõesaviaçãoChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.