Embraer começará a trabalhar em novos jatos em 2012

A Embraer começará a trabalhar com parceiros para a atualização de sua família de E-Jets a partir de 2012. A informação foi dada hoje pelo presidente da empresa, Frederico Curado. "Não vemos uma janela de oportunidade para ingressarmos agora no mercado de aviões maiores", disse o executivo. "Vamos continuar focando no mercado de aviões até 120 lugares." Dessa forma, a Embraer segue o caminho escolhido pela Airbus e a Boeing, que optaram por remotorizar seus aviões A320 e 737, respectivamente.

SILVANA MAUTONE E FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

13 de dezembro de 2011 | 14h03

Curado afirmou ainda que os investimentos previstos para este ano, de cerca de US$ 450 milhões, estão cumpridos. "No próximo ano nossos investimentos serão um pouco maiores", afirmou. O executivo disse que o valor exato será divulgado no primeiro trimestre de 2012, junto com a estimativa de outros dados da empresa. O presidente da Embraer informou ainda que a empresa reforçará ao longo do próximo ano sua área de engenharia, com a contratação de 200 engenheiros.

Vendas

A Embraer vendeu mais do que entregou aeronaves do setor comercial em 2011, segundo o vice-presidente de aviação comercial da companhia, Paulo Cesar de Souza Silva. "O aumento da carteira de pedidos foi muito positivo". Segundo Silva, este ano foi melhor do que o projetado nesse setor para a empresa, apesar das dificuldades que passaram a ser sentidas devido à crise externa, com epicentro na Europa. Para 2012, o executivo avaliou que haverá um leve crescimento em relação a este ano no segmento de aviação comercial. A empresa, no entanto, não divulgou suas projeções.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoEmbraerjatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.