Embraer é selecionada para disputar licitação nos EUA

O presidente da Embraer, Frederico Curado, confirmou hoje, após participar de um debate durante o Fórum Econômico Mundial na América Latina, que a empresa foi selecionada para participar de uma licitação do governo dos Estados Unidos para eventual fornecimento de dez aviões Super Tucano. Segundo ele, não há qualquer previsão para a definição sobre a escolha do fornecedor.

ANDRÉIA LAGO, Agencia Estado

28 de abril de 2011 | 13h02

O executivo da Embraer reconheceu, entretanto, que é muito difícil atender o mercado de defesa dos EUA. "Mais que um desejo, é um objetivo nosso", afirmou. Para atender os requisitos do governo dos EUA, Curado informou que a Embraer teria, necessariamente, de produzir os aparelhos naquele país. "Uma aquisição seria uma possibilidade, mas não temos nada em vista", disse. Além disso, a empresa poderia contar com a fábrica já instalada na Flórida, que deverá produzir as primeiras aeronaves até o fim deste ano, acrescentou o executivo.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoEmbraerEUAlicitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.