Embraer entrega aeronave 1 mil de sua família de E-Jets

Já os primeiros aviões da segunda geração da linha devem começar a ser entregues em 2018

Renan Carreira, da Agência Estado,

13 de setembro de 2013 | 13h31

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - A Embraer entregou nesta sexta-feira, 13, a aeronave número 1 mil de sua família de E-Jets durante cerimônia dentro de um hangar em sua fábrica em São José dos Campos (SP). O avião, um Embraer 175, vai se somar à frota da Republic Airlines, subsidiária da Republica Airways Holding. O jato será operado nas cores da American Eagle, divisão regional da American Airlines e deverá voar entre sexta e sábado aos Estados Unidos.

O diretor-presidente da Embraer, Frederico Curado, lembrou em seu discurso a trajetória da fabricante brasileira e citou a geração 2 dos E-Jets, chamados E2, anunciada durante o Paris Air Show, em junho. "Estamos muito orgulhosos", afirmou ele. A frota renovada será composta por três modelos: o E175-E2, com previsão de entrar em operação em 2020, o E190-E2, para o primeiro semestre de 2018 e o E195-E2, para 2019.

O presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, Paulo César Silva, usou uma expressão em inglês "so far so good" (até agora, tudo bem) para dizer que o calendário de desenvolvimento da nova geração de aeronaves está em dia. Ele afirmou que a Embraer vai continuar nesse segmento de aviões com 60 a 120 lugares, em que é líder. "Estamos muito bem colocados no mercado."

Silva confirmou a previsão feita pela empresa de entrega de 90 a 95 jatos comerciais este ano. "Vamos ter um grande número de entregar no último trimestre." Ele prevê que os EUA vão demandar cerca de 400 aviões da divisão regional nos próximos três anos. Para outros mercados, Silva afirmou que há muitos operadores, mas a quantidade demandada de jatos é menor. "Temos grande interesse de avançar na África. Na Rússia, os E-Jets foram certificados em dezembro do ano passado e também estamos interessados."

A Republic Airlines opera cerca 220 aviões da Embraer, sendo 140 E-Jets, e é uma das maiores parceiras da fabricante brasileira. Essa entrega faz parte do pedido de 47 jatos da Republic anunciado no início de 2013. O acordo inclui ainda opções de compra para 47 aviões adicionais.

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraerentregaRepublic Airlines

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.