Embraer espera queda de 10% da receita líquida em 2010

Expectativa da empresa para o próximo ano é de manter as margens operacionais nos níveis de 2009

Michelly Chaves Teixeira, da Agência Estado,

30 de outubro de 2009 | 10h15

Embora ainda não tenha preparado um guidance "formal" para 2010, o vice-presidente executivo de Finanças e de Relações com Investidores da Embraer, Luiz Carlos Aguiar, adiantou que espera uma receita líquida 10% menor para o próximo ano. No balanço referente ao terceiro trimestre, a fabricante de aeronaves manteve a previsão de fechar 2009 com receita de US$ 5,5 bilhões, considerando o padrão contábil norte-americano.

 

"Ainda não é possível passar um guidance formal e detalhado. Mas esperamos, de forma genérica, uma redução de 10% das nossas receitas em 2010", afirmou o executivo, em teleconferência com analistas.

 

A expectativa para 2010 é de que a Embraer mantenha as margens operacionais nos níveis de 2009, ano em que a fabricante espera atingir uma margem operacional de "aproximadamente" 7%. "Temos uma probabilidade bastante razoável de conseguir isso", ressaltou Aguiar, durante a teleconferência. Esta meta foi revista para baixo no balanço do terceiro trimestre - antes, o objetivo era conquistar 10% de margem - devido à forte valorização do real frente ao dólar.

 

No balanço divulgado nesta última quinta-feira, a Embraer revisou pela terceira vez sua meta de entregas de aeronaves para 2009. A fabricante de aviões reduziu de 242 para 232 aviões sua projeção de entregas neste ano. A empresa estima que serão entregues "115 aeronaves comerciais, 17 Legacy 600 e Lineage 1000 e aproximadamente 100 jatos executivos Phenom 100".

Tudo o que sabemos sobre:
Embraerlucro2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.