Roosevelt Cassio|Reuters
Roosevelt Cassio|Reuters

Embraer tomará medidas para reverter suspensão de venda para Boeing

Justiça suspendeu venda da parte comercial da fabricante de aeronaves para a norte-americana Boeing

Fabiana Holtz, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2018 | 10h07

A Embraer informou nesta sexta-feira, 7, ter tomado conhecimento de decisão, em caráter liminar, anunciada pela 24ª Vara Cível Federal de São Paulo de suspender a venda para a Boeing e que "tomará todas as medidas judiciais cabíveis" para revertê-la.

Em fato relevante, a fabricante de aviões brasileira destaca que na decisão, o juiz suspende parcialmente a combinação de negócios, "sem opor qualquer tipo de obstáculo à continuidade das negociações entre as duas empresas".

Suspensão

A Justiça suspendeu qualquer decisão da Embraer que permita a segregação e transferência da parte comercial da empresa para a norte-americana Boeing.

O negócio criaria uma joint venture avaliada em US$ 4,8 bilhões, em que 80% das ações seriam da Boeing e 20% com a Embraer. A decisão foi tomada na quarta-feira, 5, mas a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que ainda não foi notificada.

Procurada na quinta-feira, a Boeing decidiu não comentar.

Mais conteúdo sobre:
EmbraerBoeing

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.