Roosevelt Cassio/Reuters
Roosevelt Cassio/Reuters

Embraer vende duas fábricas em Portugal para espanhola Aernnova por US$ 172 milhões

Segundo a companhia, a transação faz parte do plano de melhoria de ativos para aumentar o uso de unidades e a rentabilidade

Luana Pavani, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2022 | 13h47

A Embraer Portugal anunciou nesta quarta-feira, 12, que venderá duas fábricas de componentes no país para a espanhola Aernnova Aerospace, SAU. A transação envolve a totalidade da participação societária nas subsidiárias integrais Embraer Portugal Estruturas Metálicas (EEM) e Embraer Portugal Estruturas em Compósitos (EEC), ao preço de US$ 172 milhões, sujeito a ajustes. A expectativa é que o negócio seja concluído no primeiro trimestre deste ano, após o cumprimento de determinadas condições.

 "A companhia informa que, após o fechamento da transação, a Aernnova assumirá a operação das plantas industriais da EEM e da EEC e assegurará o nível de produção de tais componentes para o portfólio de aeronaves Embraer", diz o fato relevante. A empresa explica que a transação se insere no plano de otimização de ativos, para "maximizar o uso de unidades e melhorar a rentabilidade."

A capacidade das unidades industriais em Évora, onde ficam as fábricas vendidas, permitirá a assinatura de novos contratos, seja com a Embraer ou com outros fabricantes. Com isso, o negócio adicionará cerca de US$ 170 milhões em receitas para a Aernnova.

A EEM e a EEC fornecem determinados componentes utilizados na fabricação de aeronaves da Embraer e da Embraer Executive Aircraft. 

Aumento na receita

O segmento de aviação comercial da Embraer registrou receita líquida de R$ 1,27 bilhão no terceiro trimestre de 2021. O número representa um avanço de 33% na comparação anual. O motivo do crescimento foi o maior número de entregas, assim como uma melhor mistura dessas entregas, principalmente da aeronave E195-E2.

Tudo o que sabemos sobre:
Embraerempresaaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.