Embrapa prevê uso de clones em rebanhos comerciais

Brasília, 4 - O pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Rodolfo Rumps, afirmou hoje que o nascimento da bezerra "Glória da Embrapa" sinaliza que será possível usar clones bovinos nos rebanhos comerciais. "A grande vantagem seria aumentar o número de indivíduos de elevado mérito genético", afirmou. Ele acrescentou que o nascimento da bezerra foi o último e decisivo teste feito com a mãe do animal "Vitória da Embrapa" para provar que é um clone perfeito do ponto de vista científico e de produção. "Glória" é filha de "Vitória", primeiro clone bovino da América Latina. "Vitória" tem hoje três anos e sete meses e foi inseminada no dia 9 de dezembro de 2003, com sêmen do touro "Zehnder", da raça simental, de origem alemã. A bezerrinha nasceu no dia 19 de setembro por parto natural e com 38,2 quilos. De acordo com Rumps, o nascimento da bezerra permitiu à equipe de cientistas da Embrapa avaliar o potencial reprodutivo de "Vitória" e sua habilidade materna. O ganho de peso da bezerra é de aproximadamente um quilo por dia. Da mesma forma que a mãe, a bezerra será criada a campo e os pesquisadores da Embrapa acompanharão diariamente aspectos relacionados à saúde, ao comportamento e à produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.