Embrapa vai viabilizar cultivo de café robusta no Amapá

São Paulo, 23 - O Amapá pode dentro de cinco anos deixar de importar café e se destacar no cultivo na região amazônica. A previsão é do pesquisador Gilberto Ken-lti Yokomizo, da Embrapa Amapá, que está trabalhando num projeto de seleção de materiais para futuras cultivares de café Robusta, que se adapta bem à região. Segundo a assessoria de imprensa da Embrapa Amapá, o projeto, que começou em 2001, está testando 41 progênies, através de unidades de observação, no município de Macapá. Os materiais vieram do estado de Rondônia e são parte dos resultados de um projeto de melhoramento genético desenvolvido pela Embrapa. Até agora, oito desses materiais apresentaram um bom desenvolvimento da planta em condições de baixa fertilidade. Segundo o pesquisador Gilberto Yokomizo, o cronograma do projeto prevê, para julho de 2005, a primeira avaliação de produção. Em seguida, serão selecionadas as cultivares a serem testadas em maior escala. Ele prevê que a indicação oficial das cultivares para os produtores interessados só deve acontecer em 2007. Entretanto, o plantio comercial no Amapá começa no próximo ano. Yokomizo afirmou que a empresa Café Marco Zero projeta, a princípio, plantar 450 mil pés em 500 hectares. O plantio será feito em parceria com 250 colonos, assentados entre os municípios de Porto Grande e Serra do Navio, na região centro-sul do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.