Embratel, Net e Claro iniciam análises para unir estruturas no Brasil

Grupo mexicano de telecomunicações América Móvil quer consolidar suas operações brasileiras em uma única sociedade

Reuters

12 de abril de 2013 | 11h32

O grupo mexicano de telecomunicações América Móvil deu um novo passo, na quinta-feira, 11, para consolidar suas operações no Brasil em uma única sociedade.

A Embratel Participações, a Net Serviços e a Claro, controladas pela América Móvil, iniciarão análises internas para consolidar suas estruturas e atividades, de acordo com fato relevante.

O movimento acontece após a Embratel - que opera grande rede fixa e satélites, com atuação direta mais orientada ao setor corporativo - ter assumido o controle da empresa de banda larga e TV por assinatura Net no ano passado, algo que foi permitido pela nova legislação do setor que entrou em vigor em 2011.

Anteriormente, por lei, era limitada a participação de capital estrangeiro em empresas de TV paga.

A novidade agora é a inclusão da operadora móvel Claro no processo de consolidação, mas as empresas não forneceram mais detalhes sobre a forma dessa operação.

A companhias iniciarão também procedimentos regulatórios junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

"A decisão a respeito da realização da Operação dependerá, dentre outros aspectos, da conclusão satisfatória dos estudos e análises que serão realizados e do posicionamento a ser adotado pela Anatel", informou comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.