Emirates Airline diz que avião com destino à Ucrânia voltou a Dubai

A Emirates Airline informou que o seu voo EK171 com destino a Kiev voltou para Dubai nesta quinta-feira devido preocupações com a segurança, após um avião de passageiros da Malásia ter sido abatido na Ucrânia, e que todos os voos para Kiev foram suspensos com efeito imediato.

REUTERS

17 de julho de 2014 | 16h09

A companhia aérea afirmou que a proibição de voos para Kiev permanecerá em vigor até novo aviso. "A segurança de nossos clientes e da tripulação é fundamental, e vamos continuar a monitorar a situação com cuidado", disse em um comunicado.

A Emirates também afirmou que voos de e para os Estados Unidos e outros destinos europeus seguiram uma rota diferente e não passaram sobre a área onde o avião da Malásia caiu.

(Reportagem de Praveen Menon)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASEMIRATESUCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.