Emissão de cheques sem fundos voltou a crescer em novembro

Segundo o Indicador Serasa Experian, Em novembro, foi devolvido 1,68% do total de cheques emitidos, contra 1,56% em outubro

Agência Estado,

20 de dezembro de 2010 | 16h34

Após cinco quedas mensais consecutivas, o volume de cheques devolvidos voltou a crescer no Brasil, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Em novembro, foi devolvido 1,68% do total de cheques emitidos, contra 1,56% em outubro.

De acordo com o índice, apesar da alta em relação ao mês anterior, novembro apresentou o menor número de devoluções de cheques para o mês desde 2005. Já no acumulado dos onze meses de 2010, a inadimplência com cheques alcança 1,77%, índice inferior aos 2,17% verificados em igual período de 2009.

"A ruptura na sequência de quedas da inadimplência com cheques, em novembro, mostra que o consumidor recorreu a esse instrumento, à vista e a prazo (pré-datado), para as compras no Dia da Criança", avalia a Serasa Experian, em comunicado divulgado hoje.

Além disso, o aumento mensal em novembro em relação ao mês anterior aponta que o consumidor não utilizou a primeira parcela do 13.º salário para regularizar essa pendência, revela o resultado da pesquisa.

De janeiro a novembro, o Amapá foi o Estado com o maior porcentual de cheques devolvidos (10,92%) e São Paulo registrou o menor porcentual (1,33%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior porcentual de devolução de cheques nos onze primeiros meses do ano, com 4,01%. Na outra ponta do ranking está a região Sudeste, com 1,44%, de acordo com a Serasa Experian.

Tudo o que sabemos sobre:
chequeSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.