Emprego na Região Metropolitana de SP sobe 0,6% em julho, ante junho

Apesar da alta, número de contratações foi 4,4% menor na comparação entre os dois meses

Agência Estado,

21 de setembro de 2011 | 20h08

O nível de emprego no setor varejista da Região Metropolitana de São Paulo teve leve alta de 0,6% em julho em relação ao mês de junho, totalizando 954.717 empregados com carteira assinada. Na comparação com o mesmo mês de 2010, a alta foi de 5,7%, informou nesta quarta-feira, 21, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), com base nos números registrados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Apesar da alta, os dados mostram que o total de contratações foi 4,4% menor em julho comparativamente a junho. De acordo com a Fecomercio-SP, o saldo positivo de empregos em julho, superior ao registrado em junho, se deu pela diminuição das demissões. Em julho, 41.239 pessoas foram dispensadas, contra 44.799 em junho, uma redução de 7,75%, segundo a entidade.

"Os empresários do comércio estão cautelosos quanto ao rumo de seus negócios para o segundo semestre de 2011 e, com isto, preferem manter o seu quadro de funcionários ao invés de ampliá-lo", afirma a Fecomercio-SP, em nota. Segundo a entidade, a apreensão é atribuída à instabilidade da economia global e nacional, além do encarecimento do crédito à pessoa física, pressão nos preços, perda de confiança do consumidor em relação à aquisição de bens e grau de endividamento.

Ainda de acordo com a entidade, a rotatividade no comércio geral passou de 5% em junho para 4,6% em julho. As maiores taxas foram registradas nos segmentos de Lojas de Vestuário, Tecidos e Calçados (6%), Supermercados - Alimentos e Bebidas (5%), Materiais de Construção (4,6%), Farmácias e Perfumarias (4,8%) e Móveis e Decorações com 4%.

Tudo o que sabemos sobre:
fecomercioempregosão paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.