Empresa de satélite da Embrarer tem R$ 50 mi este ano

A Visiona Tecnologia Espacial, empresa criada em maio pela Embraer e a Telebras para atuar no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), tem um orçamento de R$ 50 milhões previsto para este ano, mas ainda não recebeu nenhuma liberação de recursos. "A empresa ainda está sendo estruturada", disse sem dar mais detalhes José Antonio Filippo, vice-presidente executivo Financeiro e de Relações com Investidores da Embraer, durante teleconferência realizada nesta terça-feira.

SILVANA MAUTONE, Agencia Estado

31 de julho de 2012 | 10h55

A Telebras tem 49% do capital social da Visiona e a Embraer, os 51% restantes. Segundo comunicado divulgado no anúncio da empresa, o objetivo da companhia é "atuar no Satélite Geoestacionário Brasileiro, que visa atender às necessidades de comunicação satelital do governo federal, incluindo o Programa Nacional de Banda Larga e um amplo espectro de transmissões estratégicas de defesa".

Tudo o que sabemos sobre:
Embraerbalançosegundo trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.