Divulgação GumShoe
Divulgação GumShoe

Empresas criam tênis feito com chiclete raspado das ruas

Para cada quatro pares de tênis, um quilo de chiclete raspado das ruas de Amsterdam é utilizado

O Estado de S.Paulo

26 Abril 2018 | 16h45

Duas empresas se uniram para dar um final mais digno aos chicletes mascados e descartados pelas ruas de Amsterdam. A sujeira raspada das ruas virou um tênis que tem cerca de 20% de seu solado composto de goma de mascar reciclada. O calçado tem preço estipulado em 190 euros e está disponível nas cores rosa e preto. O lançamento do modelo será no dia 18 de junho.

+ Dass calçados deve suspender IPO

De acordo com o site do projeto, aproximadamente 1,5 mil toneladas de chiclete são jogadas nas ruas da cidade todos os anos, e acabam demandando altos investimentos em limpeza para o poder público. A sujeira causada pelos chicletes , nas ruas, só é inferior a das bitucas de cigarro. Foi o que motivou a Gumdrop, empresa de sustentabilidade e a Explicit Wear, loja de roupas a criarem o produto.

+ Lucro do Bradesco vai a R$ 5,102 bi no 1º trimestre, alta de 9,8% em um ano 

“Descobrimos que a goma é feita de uma borracha sintética. E quebrando essas propriedades, fomos capazes de criar um novo tipo de borracha”, diz Anna Bullus, diretora e designer da Gumdrop, ao site americano The Verge.

+ Lucro da Vale cai 36% no 1º trimestre, para R$ 5,2 bilhões

Cada quatro pares de tênis levam um quilo de chiclete removido das ruas e calçadas da cidade holandesa. A parte inferior da sola, inclusive, tem um mapa de Amsterdam gravado. O restante do tênis é feito de couro.

O projeto afirma que o calçado é o primeiro do mundo a utilizar goma de mascar reciclada em seus componentes. Os criadores agora querem expandir o projeto para outras grandes cidades do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.