Empresas dos EUA prometem contratar 25 mil veteranos de guerra

Medida é parte de esforço do governo norte-aemericano para ajudar os soldados que retornam do serviço militar no Iraque e no Afeganistão a se reincorporarem ao mercado de trabalho

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

19 de outubro de 2011 | 17h05

Empresas norte-americanas como a ConAgra e a Tyson Foods comprometeram-se em contratar um total de 25.000 veteranos de guerra e cônjuges de militares norte-americanos até o fim de 2013, anunciou nesta quarta-feira, 19, a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama.

A ação faz parte de um esforço mais amplo do governo dos EUA para ajudar os soldados que retornam de anos de serviço militar no Iraque e no Afeganistão a se reincorporarem ao mercado de trabalho.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que está na última etapa de um giro de três dias pelos Estados da Carolina do Norte e da Virgínia, também aproveitou o anúncio para defender isenções fiscais às empresas que contratarem veteranos.

Obama disse que os soldados não deveriam ter que lutar por emprego depois que voltam da guerra. "Apenas imaginem quantos veteranos conduziram seus camaradas em missões de vida ou morte quando tinham somente 25 anos. É desse tipo de (noção de) responsabilidade que as empresas da América deveriam querer tirar proveito", disse Obama na base militar conjunta de Langley-Eustis, em Virgínia.

Michelle, por sua vez, disse que a American Logistics Association, que agrupa empresas como a ConAgra, a Tyson Foods, a Procter & Gamble e a PepsiCo, está comprometida com a contratação de 25.000 veteranos e cônjuges de militares até o fim de 2013.

Pat Nixon, presidente da American Logistics Association, disse que várias empresas do grupo já contratam veteranos. Ainda assim, enfatizou, o aumento da consciência sobre a necessidade de contratar os veteranos e suas habilidades especiais de liderança deve ajudar a aumentar o nível de emprego entre os militares que voltam das guerras travadas pelos EUA.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
soldadosveteranoseuaempresastrabalhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.