Empréstimos do setor privado na zona do euro sobem 2,6% em abril

Dados também mostraram que os empréstimos para empresas não financeiras cresceram 1 bilhão de euros, em termos ajustados, em relação a março

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de maio de 2011 | 10h47

Os empréstimos bancários da zona do euro se aceleraram em abril, segundo o Banco Central Europeu (BCE). Dados divulgados hoje mostraram que os empréstimos do setor privado subiram 2,6% em abril, em comparação com o mesmo mês do ano passado, depois de subir 2,5% em março.

Os dados também mostraram que os empréstimos para empresas não financeiras cresceram 1 bilhão de euros, em termos ajustados, em relação a março. O aumento de março foi revisado para 4 bilhões de euros. A taxa anual de crescimento dos empréstimos para empresas não financeiras subiu para 1,0% em abril, de 0,8% em março.

A taxa de crescimento dos empréstimos para pessoas físicas permaneceu em 3,4%, o mesmo número de março. Enquanto isso, a taxa anual de crescimento dos empréstimos para compra de moradias ficou em 4,4% ante abril do ano passado, também igual à taxa de março.

A oferta monetária, ou M3, cresceu 2,0% em termos anuais em abril, abaixo do ganho de 2,3% de março e das estimativas de 2,4%. A média móvel de três meses das taxas anuais de crescimento, de fevereiro a abril, foi de 2,1% em abril, de 2,0% entre janeiro e março. A previsão era de 2,3%.

A média móvel continua abaixo do "valor de referência" do BCE, que é de 4,5%. Essa é a taxa que o BCE considera consistente com uma taxa de inflação de pouco menos de 2% no médio prazo. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
BCEempréstimos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.