Empréstimos inadimplentes de bancos na Espanha batem recorde

Os empréstimos inadimplentes no setor bancário espanhol cresceram em mais de 7 bilhões de euros ou US$ 9,22 bilhões em outubro, para 189,6 bilhões de euros 

Sergio Caldas, da Agência Estado,

18 de dezembro de 2012 | 08h24

MADRI - O volume de empréstimos inadimplentes de bancos espanhóis bateu um novo recorde em outubro, mesmo com a queda nos empréstimos totais a seu menor nível desde pelo menos 2007, segundo dados do Banco Central da Espanha.

Os empréstimos inadimplentes no setor bancário espanhol cresceram em mais de 7 bilhões de euros (US$ 9,22 bilhões) em outubro, para 189,6 bilhões de euros, representando 11,2% do total de empréstimos. Em setembro, esta relação havia sido de 10,7%.

O montante de empréstimos inadimplentes vem crescendo mensalmente há mais de um ano em meio à crise da Espanha, que afetou as construtoras e levou à alta do desemprego e à queda da demanda doméstica.

Já os empréstimos totais dos bancos da Espanha recuaram em outubro para 1,69 trilhão de euros, de 1,7 trilhão de euros em setembro, estando agora consideravelmente abaixo do recorde de mais de 1,8 trilhão de euros registrado no auge da bolha imobiliária da Espanha, em 2008. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPC-SFGVregional2ª prévia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.