Empréstimos ruins de bancos na Espanha recuam levemente em junho

Total de empréstimos de difícil recuperação recuou para € 98,91 bilhões em junho, de € 100,27 bilhões no mês anterior

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

18 de agosto de 2010 | 10h28

Empréstimos ruins detidos por bancos espanhóis totalizaram 5,3% do total das dívidas dessas instituições em junho, em comparação com 5,5% em maio, de acordo com dados do Banco Central da Espanha.

O total de empréstimos de difícil recuperação recuou para € 98,91 bilhões (US$ 127,53 bilhões) em junho, de € 100,27 bilhões no mês anterior, afirmou a autoridade monetária.

Em maio, a taxa de empréstimos vencidos há mais de 60 dias foi a maior em 15 anos. Os bancos espanhóis estão lidando com uma onda de defaults que acompanham o aumento do desemprego e a bolha deflacionária no setor imobiliário do país.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
empréstimoEspanhacrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.