Encomendas à indústria na zona do euro sobem 2,5% em junho

Em 12 meses, as encomendas nos 16 países que utilizam o euro como moeda avançaram 22,6%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

24 de agosto de 2010 | 08h55

As encomendas à indústria nos 16 países que utilizam o euro como moeda aumentaram em junho, o que indica que a recuperação da produção deverá continuar nos próximos meses. A Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia, informou que as novas encomendas à indústria cresceram 2,5% em junho ante maio e 22,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A agência revisou também seus números de maio, para uma alta de 4,1% das encomendas na zona do euro, na comparação com o mês anterior, e um crescimento de 23%, em bases anuais. A Eurostat havia informado anteriormente altas de 3,8% e 22,7%, respectivamente. No caso do índice de junho, os economistas haviam previsto um aumento das encomendas de 1,5% em relação a maio. Nos 27 países da União Europeia, as novas encomendas à indústria aumentaram 2,4% em junho ante maio e subiram 22,5% em relação a junho do ano passado.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.