Encomendas à indústria nos EUA caem 2,1% em junho

Excluindo transportes, as encomendas de bens duráveis subiram apenas 0,1%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de julho de 2011 | 09h45

As encomendas à indústria dos EUA recuaram 2,1% em junho, para US$ 191,98 bilhões, em bases ajustadas sazonalmente, reportou o Departamento do Comércio, puxadas pela queda das encomendas de aeronaves. Em maio, as encomendas tinham subido 1,9%, em dados revisados em baixa a partir da leitura anterior de uma alta de 2,1%.

A previsão dos economistas era de uma alta de 0,4% das encomendas em junho.

Excluindo transportes, as encomendas de bens duráveis subiram apenas 0,1%, depois de avançarem 0,7% em maio.

As encomendas de bens duráveis, excluindo defesa, recuaram 1,8% em junho, após subirem 1,5% em maio.

Segundo o relatório, as encomendas de equipamentos de comunicações, metais e equipamentos elétricos aumentaram no mês passado.

As encomendas de bens de capital não ligados a defesa declinaram 4,1%. As encomendas por bens de capital não ligados à defesa, excluindo aeronaves, diminuíram 0,4% em junho. As encomendas são um barômetro do investimento das empresas e representam uma referência importante do estado do setor manufatureiro.

As encomendas de bens de capital ligados à defesa recuaram 3,9% em junho. No geral, as encomendas de bens de capital caíram 4,1%.

Os embarques de bens duráveis aumentaram 0,5% em junho, enquanto os estoques subiram 0,4%. As encomendas ainda não confirmadas, um indicador da demanda futura, subiram 0,2%. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
encomendasindústriaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.