Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Enel eleva para R$ 1,5 bi proposta de aumento de capital na Eletropaulo

Grupo italiano alterou termos de sua oferta pública voluntária de ações (OPA), que antes era de R$ 1 bilhão

Luciana Collet, O Estado de S.Paulo

19 Abril 2018 | 20h14

Antes mesmo que uma oferta rival fosse oficializada ao mercado, o grupo italiano Enel subiu sua aposta pela distribuidora paulista Eletropaulo. A companhia divulgou há pouco comunicado informando uma alteração nos termos de sua oferta pública voluntária de ações (OPA) pela Eletropaulo, elevando de "pelo menos R$ 1 bilhão" para "pelo menos R$ 1,5 bilhão" o valor que se compromete a aportar na companhia após a OPA.

+ Disputa pelo controle da Eletropaulo faz ação da companhia ter alta de 25%

"Com esses novos termos, a Enel está oferecendo tanto a certeza de financiamento para a empresa quanto termos mais atraentes para os acionistas que desejarem participar da oferta", diz a Enel, em comunicado.

Na última terça-feira, 17, a Enel lançou uma oferta, destinada à aquisição da totalidade das ações do capital social da Eletropaulo, ao preço unitário de R$ 28,00, o que significa que a operação que pode chegar a R$ 4,7 bilhões. A efetiva conclusão da operação está condicionada à aquisição de um número total de ações que represente 50% do capital social da distribuidora, e ao adiamento do aumento de capital planejado pela Eletropaulo. O leilão dessa OPA foi marcado para dia 18 de maio.

+ Eletropaulo fecha acordo com Eletrobrás sobre disputa judicial

A proposta inicial da Enel foi lançada no mesmo dia em que a Eletropaulo anunciou  uma oferta restrita de ações e um acordo de investimento com a Neoenergia, do grupo Iberdrola. A operação consiste em uma oferta primária com a emissão de 58,9 milhões de novas ações, pode ser aumentada em 15% em lote suplementar. Paralelamente, a Neoenergia firmou um compromisso de realizar um investimento na Eletropaulo, com a subscrição de ações na oferta ao preço de R$ 25,51. O fechamento dessa operação está previsto para 26 de abril.

Os conselhos de administração da Neoenergia e da Eletropaulo se reúnem amanhã, e a expectativa de boa parte do mercado é de que novos termos da operação sejam  anunciados.

Mais conteúdo sobre:
Eletropaulo Enel Neoenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.