Enel faz oferta de 8,25 bi de euros por fatia da Endesa na Enersis

Enel faz oferta de 8,25 bi de euros por fatia da Endesa na Enersis

Uma vez aprovadas, as transações devem ser concluídas durante o último trimestre de 2014, segundo a companhia italiana

REUTERS

12 de setembro de 2014 | 07h39

A concessionária de serviços públicos italiana Enel divulgou na quinta-feira que fez uma oferta vinculante para comprar uma participação de 60,62 por cento na chilena Enersis da sua unidade espanhola Endesa por 8,25 bilhões de euros (10,66 bilhões de dólares), em uma investida para simplificar as operações.

A Enel também propôs que a Endesa distribua, em seguida, um dividendo extraordinário aos acionistas equivalente ao valor da venda, disse a empresa em comunicado divulgado depois do fechamento do mercado.

A reorganização é focada em tirar os ativos latino-americanos da Endesa para dar à Enel um controle mais direto sobre eles, conforme tenta reduzir dívidas. A Enel detém 92,06 por cento da Endesa.

A Enersis é controladora das operações latino-americanas do grupo. A América Latina e a região ibérica representaram cerca de 40 por cento das receitas principais da Enel de 17 bilhões de euros no último ano.

O acordo de reorganização ainda está sujeito à aprovação da diretoria da Endesa e dos acionistas da empresa.

Uma vez aprovadas, "as transações devem ser concluídas durante o último trimestre de 2014, já tendo recebido das autoridades competentes as autorizações necessárias para sua conclusão", disse a Enel.

A Enel, que é a maior concessionária de serviços públicos da Itália, pretende crescer ainda mais na América do Sul e pretende concentrar as operações da Endesa no mercado ibérico através de um novo plano de negócios para a unidade.

(Por Agnieszka Flak)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAENELENDESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.