Energias do Brasil planeja investir R$ 1,7 bi até 2018

A Energias do Brasil pretende investir cerca de R$ 1,7 bilhão nos três principais projetos de geração da companhia até 2018. A cifra foi informada pelo presidente da elétrica, Miguel Setas, durante o Investor Day 2014 da controladora portuguesa EDP. Com os investimentos especialmente em geração hidrelétrica, mas também em energia eólica, a empresa pretende aumentar a capacidade de geração em 29% até 2018.

FERNANDO NAKAGAWA, CORRESPONDENTE, Agencia Estado

14 de maio de 2014 | 14h08

"Temos os grandes projetos na geração que devem consumir cerca de R$ 1,7 bilhão entre 2014 e 2017. Os recursos serão destinados à construção das usinas de Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão, onde temos 50%, e São Manuel, onde temos 33%", afirmou o executivo. De acordo com o plano estratégico para os próximos anos, a capacidade de geração da companhia vai alcançar 2,83 GW em 2018, ou 29% mais que o gerado atualmente.

Além dos investimentos em novos projetos, Setas disse que a companhia pretende manter o ritmo de R$ 300 milhões por ano na manutenção das atuais instalações e da rede de distribuição. "Esse montante é investido de forma recorrente e tem sido um valor mais ou menos constante", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.