Eneva diz que está em vigor acordo para suspender amortização de operações financeiras

A geradora privada de energia Eneva informou no fim da sexta-feira que está em vigor acordo para suspender até 21 de novembro a amortização e pagamento de juros de operações financeiras contratadas com credores financeiros.

REUTERS

20 de outubro de 2014 | 07h14

Em fato relevante, a companhia citou entre os credores o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), BTG Pactual, Citibank, HSBC Bank Brasil e Itaú Unibanco.

O acordo, que visa preservar caixa e dar sequência ao plano de estabilização da companhia, está sujeito à satisfação de condições precedentes ao longo do período informado, disse a Eneva.

Em comunicado à parte na noite de sexta-feira, a Eneva também divulgou a renúncia de dois membros de seu conselho de administração: Ricardo Luiz de Souza Ramos, representante do BNDES no órgão, e Ronnie Vaz Moreira, membro independente.

(Por Marcela Ayres; Edição de Camila Moreira)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAENEVAACORDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.