Eni lucra 42% menos no 1º tri, com queda da produção

A petrolífera italiana Eni informou, nesta quarta-feira, 24, que seu lucro líquido no primeiro trimestre caiu 42% em relação ao mesmo período do ano passado, para 1,43 bilhão de euros (US$ 1,86 bilhão), conforme previsto por analistas. Uma forte queda na produção total de petróleo e gás devido a interrupções inesperadas das operações na Líbia, Nigéria e no Reino Unido prejudicou a performance da companhia.

Agencia Estado

24 de abril de 2013 | 15h05

A produção de petróleo e gás da Eni no primeiro trimestre foi de 1,6 milhão de barris por dia, ante 1,683 milhão de barris por dia há um ano. O resultado foi pior do que o esperado.

A Eni, maior petrolífera da Itália em volume, está em processo de elevar sua exposição à produção de petróleo e gás por meio do aumento de investimentos com o uso de fundos adquiridos nas vendas de suas participações na italiana Snam e na portuguesa Galp Energia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Enibalanço1º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.