Equador vai comprar 24 aviões de combate da Embraer

O Equador comprará 24 aviões de combateda Embraer, disse o ministro da Defesa brasileiro, NelsonJobim, à Reuters nesta terça-feira. "É um negócio feito", disse Jobim durante visita a capitaldo Equador quando perguntado se o país teria concordado emcomprar aviões Super Tucanos. "O financiamento foi aprovado", acrescentou ele. O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse que planejaatualizar a força aérea do país para proteger sua fronteira coma Colômbia, após forças colombianas terem bombardeado um campode rebeldes esquerdistas em território equatoriano. A incursão de 1o de março levou brevemente a uma ameaça deguerra, mas as tensões diminuíram durante um encontro regionaluma semana depois. As tensões entre os dois países, porém,continuam. Especialistas afirmam que um conflito armado entre os doispaíses é pouco provável. Jobim não disse quanto o Equador irá gastar na compra dosaviões, mas a mídia local especula que deverá custar mais de200 milhões de dólares. "Eu não sei o preço... os detalhes da compra foramacordados diretamente entre o governo equatoriano e a Embraer",acrescentou Jobim. (Reportagem de Alonso Soto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.