Espanha considera possibilidade de pedir pacote de resgate total, diz jornal

Ajuda permitiria ao país honrar sua dívida e evitar um colapso financeiro, diz jornal ‘El Economista’; plano de ajuda será de até 100 bilhões de euros 

Sergio Caldas, da Agência Estado,

24 de julho de 2012 | 08h56

MADRI - O governo da Espanha está considerando a possibilidade de pedir um pacote de resgate total, que permitiria ao país honrar sua dívida e evitar um colapso financeiro "iminente", caso o Banco Central Europeu não retome a compra de títulos espanhóis para ajudar a reduzir os custos de financiamento, segundo a edição de desta terça-feira do jornal espanhol El Economista.

Na semana passada, a Espanha obteve a aprovação da União Europeia para um plano de ajuda de até 100 bilhões de euros para os bancos espanhóis.

A publicação, que citou "fontes próximas ao governo", afirmou que a ajuda seria temporária e ficaria em vigor até a criação de uma órgão supervisor do setor bancário da zona do euro e o lançamento do Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês), que ofereceriam soluções de mais longo prazo.

"Os analistas são unânimes: se a pressão sobre os títulos espanhóis continuar e o Tesouro perder acesso ao mercado... a Espanha não será capaz de lidar com o grande volume de dívidas que vence em outubro, algo em torno de 28 bilhões de euros", disse a reportagem.

O ministro da Economia, Luis de Guindos, viaja hoje à Alemanha, onde espera convencer o colega Wolfgang Schäuble a orientar os emissários alemães do BCE para que permitam que a instituição retome a compra de papéis soberanos da Espanha no mercado, de acordo com o jornal.

"A reunião é importante porque o prazo da Espanha está acabando", afirmou a publicação. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
espanhacriseeuropaajudapacote

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.