Espanha reduz estimativa para o PIB em 2013 e prevê recessão

Quarta maior economia da zona do euro deverá ter contração de 0,5% em 2013, em vez da expansão de 0,2% prevista anteriormente pelo governo; protestos continuam nesta sexta

Danielle Chaves, da Agência Estado,

20 de julho de 2012 | 09h37

 

MADRI - O governo da Espanha afirmou esperar que a economia do país, que é a quarta maior da zona do euro, continue em recessão no próximo ano, enquanto o governo implementar medidas de austeridade. Em uma entrevista à imprensa, o ministro do Orçamento, Cristóbal Montoro, disse que o Produto Interno Bruto (PIB) deverá ter contração de cerca de 0,5% em 2013, em vez da expansão de 0,2% prevista anteriormente.

A Espanha também reduziu a estimativa para o crescimento em 2014, de 1,4% para 1,2%. A projeção para este ano, porém, foi elevada de 1,5% para 1,7%. O governo também afirmou que o PIB crescerá 1,9% em 2015, mais do que a previsão anterior de 1,8%.

Nesta quinta-feira, o parlamento espanhol aprovou cortes de 65 bilhões de euros a serem implementados no decorrer dos próximos dois anos e meio. Pouco depois da aprovação, milhares de pessoas tomaram as ruas de Madri e de dezenas de outras cidades em protesto contra o pacote. As manifestações continuam nesta sexta-feira.

Os protestos contra os cortes de despesas governamentais têm ocorrido quase diariamente na Espanha. Segundo a agência de notícias Reuters, o Parlamento espanhol está praticamente cercado por manifestantes há pelo menos uma semana.

O programa de austeridade aprovado pelos legisladores prevê cortes nos salários dos funcionários públicos e a elevação do imposto sobre valor agregado, entre diversas outras medidas. Trata-se do maior corte no orçamento desde o restabelecimento da democracia na Espanha, no fim da década de 1970.

(Com informações da Dow Jones e da Associated Press)

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhacrisePIBzona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.