Arte El Jueves
Arte El Jueves

Espanhois ironizam e irritam-se com expropriação da YPF

'Cristina, temos o Messi. Não intervenha na YPF!', diz a piada com uma foto

Ariel Palacios, correspondente de O Estado de S. Paulo,

18 de abril de 2012 | 10h13

"Cristina Kirchner, temos o Messi. Não intervenha na YPF". A mensagem, acompanhada por uma foto do primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy com um revólver engatilhado na cabeça do jogador argentino de futebol Lionel Messi, como se fosse um sequestro, foi publicada pela revista satírica "El Jueves", de Madri, e tornou-se um sucesso na web.

No entanto, tudo não passa de uma fotomontagem para ironizar o desespero espanhol com a expropriação da YPF, a ex-subsidiária na Argentina da Repsol. Motivos para a preocupação existem de sobra, já que a YPF representava metade do faturamento da casa matriz em Madri.

Na rede de micro-bloggings Twitter os espanhóis, além de lançar epítetos duros contra os argentinos, também tiveram humor e propuseram a "nacionalização" ibérica compulsiva de Messi, estrela do Barcelona F.C., de forma a que este deixe de integrar a seleção argentina e passe a jogar pela Espanha.

Mas, os espanhóis também estão irritados. Esse foi o caso da TVE, que havia previsto um programa especial para esta terça-feira à noite no programa de turismo "Classe Turista" dedicado à Patagônia, região meridional da Argentina. O canal havia feito grande publicidade sobre o programa, mostrando imagens de El Calafate, onde está a geleira Perito Moreno (e onde a presidente Cristina Kirchner passa os fins de semana).

No entanto, o programa transmitido foi sobre a capital tcheca, Praga. A mudança súbita do assunto turístico foi explicada de forma lacônica pela TVE: "razões de programação".

Tudo o que sabemos sobre:
YPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.