Espanhola Repsol cogita possível IPO para unidade brasileira

Mais cedo, a companhia disse que o desenvolvimento de campos offshore descobertos no Brasil custaria entre US$ 10 bilhões e US$ 18 bilhões

Alvaro Campos, da Agência Estado,

29 de julho de 2010 | 13h03

A petroleira espanhola Repsol YPF planeja aumentar o capital da sua unidade brasileira por meio de uma oferta pública

inicial (IPO, na sigla em inglês), disse hoje o diretor operacional, Miguel Martinez, em uma teleconferência. A empresa está mirando um aumento de capital, na forma de um IPO, e não planeja mais vender parte de seus ativos no Brasil, afirmou o executivo.

"Não faria sentido vender parte da nossa unidade sem antes ir ao mercado", disse Martinez. "Nós esperamos que o aumento de capital realmente financie a Repsol Brasil para cobrir os investimentos necessários para desenvolver todas as nossas propriedades no País".

Mais cedo, a Repsol disse que o desenvolvimento de campos offshore descobertos no Brasil custaria entre US$ 10 bilhões e US$ 18 bilhões para a empresa.

Depois que a Repsol receber uma indicação de preços em relação ao IPO planejado para o Brasil, a empresa vai decidir se realmente realizará a oferta, acrescentou Martinez. Por outro lado, a petroleira deve tentar encontrar um parceiro industrial para os seus ativos brasileiros.

Entretanto, a Repsol não deve realizar o IPO no Brasil até que a estatal Petrobras tenha realizado seu próprio aumento de capital, de até US$ 83,2 bilhões, afirmou o executivo da empresa espanhola.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Repsolofertaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.