Espanhola Telefónica cancela dividendos por lucro menor

A espanhola Telefónica, que controla no Brasil o grupo Telefônica Vivo, divulgou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de 1,33 bilhão de euros no segundo trimestre deste ano, uma queda de 14% na comparação com o lucro no mesmo período do ano passado. A receita avançou 0,1% no período, para 15,47 bilhões de euros.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

25 de julho de 2012 | 18h01

Segunda maior companhia da Espanha em termos de valor de mercado, a Telefónica informou também que já não espera um crescimento significativo da receita este ano. Anteriormente, a estimativa era de que a receita aumentaria pelo menos 1%. A companhia revelou ainda que vai cancelar o pagamento de todos os dividendos restantes deste ano, assim como os programas de recompra de ações.

Com as medidas, a Telefónica espera agora reduzir sua dívida para menos de 2,35 vezes o lucro operacional este ano, ante uma meta anterior de 2,5 vezes. Isso mantendo as despesas operacionais praticamente inalteradas em relação ao ano passado.

A unidade do grupo na Espanha teve uma queda de 13% na receita do segundo trimestre, comparada com uma redução de 6% na divisão europeia como um todo. Na América Latina, a situação é bem melhor, mas a Telefónica ainda enfrenta desafios. A receita na região aumentou 6%, para 7,45 bilhões de euros, mas a margem operacional recuou para 35,8%, de 37,6% no mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Telefónicabalanço2º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.