Estácio adquire controladora da Uniseb por R$ 615 mi

A Estácio Participações formalizou nesta quinta-feira, 12, um compromisso de compra da totalidade das ações da TCA Investimentos e Participações Ltda., controladora da Uniseb União dos Cursos Superiores SEB Ltda, sediada em Ribeirão Preto (SP). Conforme comunicado distribuído ao mercado, o valor da operação é estimado em R$ 615 milhões, com parte em recursos financeiros e parte em ações da Estácio. O preço de aquisição está sujeito a ajuste.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

12 de setembro de 2013 | 17h46

Conforme o comunicado, o pagamento será da seguinte forma: na data do fechamento, a Estácio adquirirá um número de ações da TCA equivalente a 50% do capital social total desta empresa, mediante pagamento em moeda corrente nacional; e o valor restante será pago através da incorporação da TCA com a consequente emissão de 17.853.127 ações ordinárias da Estácio, a serem subscritas pelos atuais detentores do capital social da TCA. "A quantidade de ações a serem emitidas foi calculada com base na média do preço de fechamento dos 60 dias corridos imediatamente anteriores à presente data", informou a nota.

Chaim Zaher, fundador e controlador da Uniseb, será indicado para o Conselho de Administração da Estácio, tão logo seja concluída a operação.

A Estácio divulgou também que a Uniseb, fundada em 1999, possui aproximadamente 37,8 mil alunos em 3 campi (1 em Ribeirão Preto e 2 pela parceria com a FGV, em Araçatuba e São José do Rio Preto). A Uniseb conta em seu portfólio com 14 cursos superiores presenciais, 13 cursos superiores a distância, 6 cursos de pós graduação presencial, 24 cursos de pós-graduação a distância e 36 de pós-graduação/MBA em parceria com a FGV, além de cursos de extensão e cursos livres.

Ainda segundo o comunicado, a mensalidade média líquida dos cursos da Uniseb na modalidade presencial é de aproximadamente R$ 829 e na modalidade a distância, de R$ 184. Na última avaliação do Ministério da Educação, a instituição recebeu nota 4 no IGC (Índice Geral de Cursos), numa escala de 1 a 5.

"A operação, quando concluída, ampliará a capilaridade da Estácio no ensino superior a distância, agregando 164 novos polos autorizados e marcando a entrada definitiva da Estácio no Estado de São Paulo", disse a companhia. "No ensino superior presencial, a Estácio reforçará sua presença no mercado ao agregar um Centro Universitário com sede na cidade de Ribeirão Preto."

A empresa relatou ainda que as sociedades Empresa Brasileira de Comunicação Multimídia Ltda., Instituição Escola Paulista de Ensino Superior - IEPES Ltda. e Dom Bosco Ensino Superior Ltda., atualmente detidas pela Uniseb, bem como as filiais da Uniseb relacionadas às suas operações nos municípios de Maceió, São Paulo e Brasília (incluindo as respectivas mantenças), não farão parte da operação. Entretanto, foi concedida à Estácio a possibilidade de, no futuro, nos termos estabelecidos no contrato de compra e venda de ações, optar pela compra de tais sociedades.

A transação deverá ser submetida à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). "A operação não inclui a aquisição de imóveis e prevê cláusula de não concorrência", afirmou a Estácio, acrescentando que, "após a aprovação da operação pelo Cade e cumpridas as demais condições precedentes, a companhia se compromete a, tão logo quanto possível após a finalização do laudo de avaliação a ser elaborado por empresa especializada, realizar a assembleia geral de acionistas da companhia para aprovação da operação".

Tudo o que sabemos sobre:
EstácioUniseb

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.