Estatal reafirma preferência por usinas com reservatório

O diretor de geração da Eletrobras, Valter Cardeal, reafirmou nesta quarta-feira (19) a preferência da estatal por usinas com reservatório e disse que a empresa estuda projeto desse tipo nas bacias hidrográficas do País. "Nas grandes bacias que estamos estudando, vamos ver se é possível fazer alguns reservatórios", declarou após participar do Fórum Nacional, organizado pelo Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae), no Rio.

GLAUBER GONÇALVES, Agencia Estado

19 de setembro de 2012 | 19h53

Segundo ele, a opção recente por usinas a fio d''água no Brasil se deve ao endurecimento da legislação ambiental no País. Presente no mesmo evento, o secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Altino Ventura, afirmou que, embora a construção de grandes reservatórios seja problemática, o País não deve fazer apenas usinas a fio d''água.

"Se houvesse condições ambientais, poderíamos fazer algumas usinas que não seriam plenamente a fio d''água, e que poderiam ter um armazenamento. Agora, é difícil fazer reservatório de regularização plurianual na Amazônia, pela dificuldade de se encontrar os locais", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobrasreservatóriousinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.