Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Estoques de aço plano ficam estáveis em 3,7 meses

Os estoques de aços planos nas mãos dos distribuidores em junho seguiram estáveis em 3,7 meses de vendas, segundo dados o Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda). No entanto, se contabilizado o volume de aço, o estoque dos distribuidores diminuiu 3,5% no mês passado ante maio, para 1,213 milhão de toneladas. A expectativa do Inda era que o estoque em junho subisse para 3,8 meses. O equilíbrio do nível dos estoques, o correspondente a 2,5 meses de giro, deverá acontecer em quatro meses, de acordo com o presidente da entidade, Carlos Loureiro.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

19 de julho de 2011 | 16h11

Em junho, as vendas de aços planos pelos distribuidores caíram 2,8% ante maio, para 332 mil toneladas. Já as compras de aço nas siderúrgicas pelos distribuidores diminuíram 22,7% no mesmo intervalo, totalizando 288 mil toneladas.

De acordo com o presidente do Inda, a previsão é que em julho as vendas dos distribuidores se mantenham estáveis, mas que as compras nas siderúrgicas recuem cerca de 10%. Com isso, segundo o executivo, os estoques devem descer para 3,4 meses neste mês.

Em relação às importações, de aços planos (finos a quente, finos a frio, chapas grossas e zincados), o volume chegou a 132 mil toneladas em junho, volume próximo das 131 mil toneladas importadas em maio. No acumulado de janeiro a junho, o volume importado desses segmentos foi de 810 mil toneladas, queda de 53% em relação ao mesmo período de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.