Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA colocam crescimento em risco ao não reduzir déficit, diz Geithner

Segundo o secretário do Tesouro americano, com falta de acordo sobre dívida, país corre risco de perder investidores

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

19 de setembro de 2011 | 19h36

Os EUA estão colocando o crescimento do país em risco por ainda não terem encontrado uma solução de longo prazo para os problemas de endividamento do governo, disse o secretário do Tesouro norte-americano, Timothy Geithner. Em entrevista à CNBC, ele afirmou ainda ser muito cedo para dizer se é impossível os democratas e republicanos chegarem a um acordo amplo sobre como resolver a questão da dívida.

Mais cedo, o presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou um plano para reduzir o déficit orçamentário ao longo da próxima década por meio do fim de benefícios fiscais e outras medidas.

Geithner disse que "quanto mais adiarmos (a discussão sobre o déficit), maior será o risco que assumiremos como um país e as pessoas acabarão decidindo que nosso sistema político não está à altura do desafio de viver numa economia global". Ele acrescentou que os investidores também transfeririam seu dinheiro para outros lugares.

O secretário do Tesouro dos EUA também disse que continuará incentivando os representantes europeus a conter a crise das dívidas soberanas da região. As autoridades financeiras das principais economias do mundo vão se reunir em Washington nesta semana para participar de conferências do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do G-20. A crise da zona do euro deve ser o principal assunto em debate. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.