EUA investigam taxas de cheque especial de 9 bancos

Governo está analisando como instituições financeiras atraem consumidores para eles aderirem a programas de proteção do cheque especial

Álvaro Campos, da Agência Estado,

20 de abril de 2012 | 12h19

O Escritório de Proteção Financeira do Consumidor, órgão do governo dos EUA, está analisando como instituições financeiras atraem consumidores para eles aderirem a programas de proteção do cheque especial. Segundo noticiado pela agência Bloomberg, nove grandes bancos estariam sendo investigados.

Entre os bancos sob análise estão JPMorgan, Wells Fargo e Bank of America. Também há bancos regionais, como U.S. Bancorp, Regions Financial e PNC Financial Services Group. De acordo com a Bloomberg, que ouviu quatro fontes com conhecimento do assunto, os outros três bancos envolvidos não foram identificados.

As autoridades estão analisando os panfletos de propaganda enviados por correio e e-mail, além dos roteiros usados pelos operadores de telemarketing dos bancos, para determinar se essas informações podem estar confundindo os consumidores.

A agência do governo dos EUA também está avaliando o valor das taxas cobradas no cheque especial. Representantes dos bancos citados se recusaram a comentar o assunto. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.