EUA planejam US$ 3 bilhões para financiar hipotecas a desempregados

Fundo vai oferecer empréstimos de até US$ 50 mil com juro zero que tomadores qualificados poderão usar por até dois anos para pagar hipotecas e dívidas relacionadas

Ligia Sanchez, da Agência Estado,

11 de agosto de 2010 | 14h28

O governo Obama planeja disponibilizar US$ 3 bilhões adicionais em ajuda a desempregados com dificuldades de pagar hipotecas nos EUA.

Nesta quarta-feira, 11, o governo anunciou o plano para acrescentar US$ 2 bilhões ao "Fundo para os Mais Atingidos", anunciado em fevereiro, destinado a apoiar os mercados de moradias nos estados norte-americanos que sofreram o pior impacto durante a recessão. Também foi anunciado que o Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano do país lançará um novo programa de US$ 1 bilhão para empréstimos-ponte a proprietários de imóveis em risco de inadimplência.

O fundo vai oferecer empréstimos de até US$ 50 mil com juro zero que tomadores qualificados poderão usar por até dois anos para pagar hipotecas e dívidas relacionadas. A iniciativa deve ajudar "um amplo grupo de devedores em todo o país", afirmou em comunicado o conselheiro sênior para financiamento hipotecário do fundo, Bill Apgar.

O governo Obama já concedeu mais de US$ 2 bilhões em financiamento para estados cujos mercados habitacionais foram mais atingidos durante a recessão. Diversos programas que recebem os recursos são destinados a assistir tomadores de empréstimos que se encontram em dificuldades devido ao desemprego.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
desempregofundohipotecaplanoimóvel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.