Eurostat confirma previsões de déficit orçamentário de países europeus

Estimativas de déficit feitas pelos governos foram comprovadas pelo Instituto de Estatísticas da União Europeia, com exceção da Irlanda

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

23 de abril de 2012 | 08h37

BRUXELAS - O Instituto de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) confirmou as estimativas para o déficit orçamentário de 2011 feitas pela maior parte dos países europeus, com exceção da Irlanda, cujas previsões ficaram muito maiores.

A Eurostat prevê que o déficit orçamentário da Irlanda foi de 13,1% do Produto Interno Bruto (PIB), na comparação com a leitura feita pelo país, de 9,8%. 

A divergência nas estimativas do déficit de 2011 é resultado dos diferente métodos de cálculos na avaliação da dívida dos bancos irlandeses.

O déficit orçamentário da Espanha, que foi confirmado em 8,5% do PIB, foi o resultado mais esperado, sendo visto como um passo importante para a avaliação dos planos de orçamento de Madri para este ano pela Comissão Europeia.

A Eurostat previu que os déficits dos governos dos 27 países da UE e também nos 17 países da zona do euro caíram em 2011, na comparação com 2010, mas os níveis da relação entre a dívida e PIB aumentaram.

Os números do déficit dos países amplamente observados mostraram poucas surpresas, com o déficit da Grécia ficando em 9,1% e o da Itália, em 3,9%, em linha com as expectativas nos dois países.

O superávit orçamentário da Hungria, após uma medida pontual relacionada a fundos de pensões, foi confirmado em 4,3% do PIB. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.